sábado, 4 de abril de 2009

Inevitável...

Quando adiamos algo ou alguma decisão, tentamos adiar o maior tempo possivel até que o INEVITÀVEL acontece e não dá para adiar mais...
E a tua ida cada vez está mais perto...
A tua partida está em breves momentos...
Tudo se está a encaminhar para deixares de pisar o mesmo país que eu...
Tudo em nome do que tu dizes ser a tua felecidade...
Fico feliz por ti, porque sei que vais estar estável pelo menos emocionalmente, coisa que não acontece há quase 7 meses...
7 meses que "estamos juntos" que falamos todos os dias...
Vou perder uma pessoa que considero melhor amiga acima de tudo e isso dói muito mais que tudo o resto que vou perder juntamente com isso.
Apenas me dói o facto de tudo aquilo que tu dizes que te faz feliz e eu fico contente por ti, me faz ficar triste por mim.
E é essa ambiguidade de sentimentos que eu não tenho sabido gerir muito bem.
Sou o primeiro a apoiar te em tudo mesmo que não seja aquilo que eu mais desejasse, não consgo ser parvo e desjar te mal.
Gostava muito que ficassemos juntos porque o entendimento entre nós ronda a perfeição.
Alem de seres a pessoa que me dá mimos, és a única que me conhece verdadeiramente e á qual eu não tenho vergonhas de fazer seja o que for.
Fazes parte daquele minusculo grupo a quem eu digo que contigo sou feliz e sei que tu comigo também o és.
Mas a vida é feita de escolhas e cada um faz as suas! :)

Adiar:
v. tr.
Transferir para outro dia (determinado ou não).
...Até acontece o INEVITÀVEL...

6 comentários:

Filipe disse...

Há vezes que temos que abrir a mão de muita coisa, até de pessoas como é o caso, mas nunca abras mão de ti próprio, acredita em ti e no valor que bem sabes que vales e tudo ficará bem.
Por vezes o nosso percurso na vida tem estradas sinuosas, mas é por aí que é o caminho para o que está no fim... A tua Felicidade. Força e um grande abraço.

pinguim disse...

Como te entendo, amigo David; essa "ambiguidade" de que falas é aparente, é apenas as duas faces da mesma moeda, e custa muito, mesmo muito, por vezes, ter que sacrificar a própria felicidade apenas porque acima de tudo desejamos a felicidade de outra pessoa.
Eu, de certa maneira, não de uma forma tão radical, e devido à separação da pessoa que amo, também tenho que fazer pequenas opções, do mesmo género e não podemos fazer planos futuros a longo prazo, pois cada um tem do seu lado condicionantes a uma felicidade plena comum.
Sê forte e se precisares eu estou aqui...
Abraço muito amigo.

Brigitte disse...

Há alturas da Vida em que temos que fazer opções!!!!

Boa semana
:)

caditonuno disse...

as saudades doem, mas temos que pensar que a felicidade do outro é por vezes a nossa maior felicidade.

aespumadosdias disse...

Obrigado pela visita à espuma dos dias. E hoje é noite de lua cheia. Se não estiver nublado, af noite pode ser passada sentado a olhar a lua.

pinguim disse...

Caro David
na ausência do teu mail uso este comentário para expressamente te convidar a estar presente no nosso jantar de bloguistas, a realizar em Lisboa a 9 de Maio; acredita que me darias um grande prazer.
Mesmo que não me possas dar certezas, diz-me qualquer coisa para o meu e-mail (está no perfil do meu blog) e depois confirmas na própria semana.
Claro que podes trazer acompanhante.
abraço amigo.

 

moon phases
Site Meter