quarta-feira, 24 de setembro de 2008

J de Joana...

Hoje apetece me escrever sobre mais uma das pessoas que tive a felicidade de conhecer nesta vida.
Tudo começou num sábado frio e ventoso em pleno Outono, as àrvores já com o seu tom castanho a largar as suas ultimas folhas sobre a calçada tipica portuguesa. Entramos os dois para um curso de inglês, que durava 3 horas todos os sábados!! Começou por ser uma amizade de miudos de 13 anos quem nem hi!! I live in Lisbon sabiam pronunciar correctamente! Inglês nunca tinha sido o forte deles, e ali estavam ao sabado demanhã para tentar aperfeiçoar com o esforço dos pais a desembolsarem uma quantia choruda para o melhor dos seus filhos.
Joana, é umas da minhas irmãs... não de sangue mas sim de coração, uma pessoa deveras dificil de descrever pela sua ambiguidade e feitio especial como nunca lidei com nenhum.
Joana era uma rapariga que encantava pela sua beleza, uma tipica loira com traços rosados de um olho redondinho e verdinho que por muitas vezes passa por azul! No primeiro dia que nos conhecemos esboçamos um sorriso timido e reservado como apenas ela o sabe dar e sim fiquei encantado.
Durante dois anos todos os sábados lá estavam os dois enfiados numa sala a ouvir inglês durante 3 horas... Havia uma pausa de 15minutos, era o professor anunciar e subiamos escada a cima para nos deliciarmos com um pera (salgado de frango com uma pitada de maionese). Durante 2 anos não consegui chegar perto deste tipo de salgados!
Joana, é uma menina doce, inteligente e com um carácter precioso. Hoje é com ela que a palavra partilhar, sorrir, mimar e estar bem fazem sentido! Minha amiga, minha confidente, minha companhia para a maior das aventuras.
Passado dois anos o curso acabou porque passavam mais tempo a conversar do que realmente prestar atenção. Eu ainda consegui completar e passar para o nivel seguinte, mas já não renovei a inscrição. Pensei que a amizade fosse secar... já tinhamos 15 anos, viviamos em mundos diferentes e tinhamos objectivos diferentes. Graças ao telefone e a "liberalização" do telemovel, fomos mantendo sempre o contacto e a conversa da sexta feira à noite era sagrada! No final de casa semana tinhamos que contar as novidades e as experiências e novidades que tinhamos descoberto na idade da nossa adolescência.
Foi com ela que fui a minha primeira vez a Amesterdão e que só por isso torna cada viagem única e diferente.
Passado oito anos continuamos mais amigos que nunca, continuamos a passar férias juntos, percusos diferentes mas sempre nos apoiamos incondicionalmente.
Faz juz às anedotas das loiras, porque burra não é de todo, uma das pessoas em que inteligência faz todo o sentido não fosse finalista do curso de Direito numa das mais previligiadas universidades da nossa capital, mas sim muito distraída e com um sentido de desfazer o que é complicado em simples em 2 segundos... e é assim que é feliz, para quê complicar quando as coisas são fáceis se visto de outro ponto de vista!! È ela que tem amparado muito das minhas quedas mostrando esse lado perfeitamente louro mas que por vezes faz todo o sentido.
Um menina que estimo, admiro e gosto imenso e de quem a companhia eu prezo imenso!
Um bem haja... Adoro.te

4 comentários:

fatima pb disse...

Tantas as vezes que valorizamos o que acabamos de perder!
Parabéns por valorizares algo que tens neste momento. Acho que esse é o segredo da vida. Apreciar, desfrutar do que se tem de bom. Seja uma amizade boa, um pao fesco pela manha, um por de sol lindo ao fim do dia ....

deixo-te um
:)

mfc disse...

É bem verdade que a amizade é um dos sentimentos mais nobres!

pinguim disse...

É das coisas mais belas e nobres que um ser humano pode fazer é valorizar a maneira de ser de outro e simultâneamente dizer-lhe públicamente quanto vale a sua Amizade. Parabéns a ambos, pois merecem-se um ao outro.
Abraços.

Vieira Calado disse...

è uma felicidade conhecer pessoas com quem sintonizamos...
Um abraço

 

moon phases
Site Meter