domingo, 26 de julho de 2009

Poderosa Ancas::Postura::Voz!!






Um movimento de ancas poderoso, a voz forte, a postura comunicativa e o tom humilde parecem ter convencido a plateia no concerto de Anastacia, esta noite, no Pavilhão Atlântico.

A cantora norte-americana trouxe a Lisboa o último trabalho de originais «Heavy Rotation» mas também êxitos dos três primeiros álbuns. Mas trouxe sobretudo uma energia contagiante, de fazer inveja a qualquer professor de ginásio de body combat.

Anastacia é poderosa. Na voz, na dança, na presença e também na comunicação. «One Day In your Life» abriu o concerto desta noite, logo seguido de «I Can Feel You». Os jogos de luzes, imagem e efeitos especiais acompanharam a força da voz desta loira americana. O público reagiu bem à primeira prestação de Anastacia que ganhou, logo à partida, um óptimo balanço.

E bem balançadas foram as ancas de Anastacia, evidenciadas pelas calcas brancas justas. A cantora mexe-se bem em palco num jogo que pretende sensual. O público masculino aprecia. O feminino parece seguir cada movimento para, quem sabe, imitar, mais tarde, em casa.

Numa combinação única de soul, pop e rock, Anastacia é polivalente. Os temas mais ritmados apelam à dança mas a voz poderosa não é desproporcionada nas baladas. Pelo contrário! Estilo de música SPROCK, como ela própria diz... é uma mistura das duas!

Anastacia dirigiu-se, pela primeira vez ao público português, antes do terceiro tema da noite «Same Song». Desceu as escadas, correu para o público e disse «Olá». O público responde «Anastacia». A cantora admitiu que «é bom estar em Lisboa. Lembro-me de ter passado por aqui há alguns anos».

E não mentiu. Anastacia esteve em Portugal, pela primeira vez, também no pavilhão atlantico em 2004 e no Rock In Rio em 2006. Esta quinta-feira estreou-se em Guimarães para terminar a sua passagem por Portugal no concerto desta noite.

Da plateia recebeu uma bandeira. Portuguesa claro. Mas também falou com um admirador brasileiro, na primeira fila. Anastacia agradeceu a longa viagem deste fã mas também a presença de todos os admiradores daquela sala. Uma sala que ficou aquém do espectáculo. Não estava cheia. Nem de longe.


«Left outside Alone» foi a primeira balada da noite. Sentada numa cadeira Anastacia conseguiu a visão romântica dos pontos luminosos na escuridão da plateia. As últimas notas foram iluminadas, em palco, por um foco de luz sobre a norte-americana.

Do intimismo para a provocação. Anastacia deixa o aviso. As cenas que se seguem são um presente para as senhoras. Um bailarino bem musculado entrou em palco para um striptease e um banho de banheira. Tirou tudo excepto os boxers. Ficou a imagem de um físico robusto mas também a do talento. Tom é um excelente bailarino e a coreografia interpretada em palco provou-o.

A custo, a atenção de Anastacia lá se desviou do Tom para o público. A cantora escolheu um «sortudo» para ir até ao palco. Aliás dois. Um pai com o filho aos ombros. A dona das ancas inquietas desafou ambos a dançar, num ritmo louco impróprio para crianças e... adultos! Mas tanto o pai como o filho Leonardo e fizeram um brilharete durante a coreografia liderada pela estrela da noite.

«In your eyes», uma balada escrita por Anastacia «para uma pessoa especial», antecedeu a nova imagem da estrela em palco. O look branco foi trocado por umas calças de ganga e um top curto.

«Sick and Tired» fez subir a temperatura e mexer a plateia. Mas foi em «I Belong to you», do álbum «Pieces of a Dream», tema originalmente cantado por Anstacia em dueto com eros Ramazzoti que a cantora viveu o momento mais emotivo da noite. Emocionou-se e acabou em lágrimas. Recuperou assim que começou a apresentar a banda para terminar o espectáculo com o tema «Not That Kind».

O público pediu mais e teve. «Heavy Rotation» foi o primeiro tema do encore com Anastacia e os bailarinos em palco vestidos de preto numa coreografia ritmada e sensual. «I`m Outta Love» pôs toda a gente a dançar num ritmo que soltou os corpos e as vozes. Anastacia despediu-se com um «Obrigado Portugal» e com a bandeira das quinas na mão.

Grande concerto! ;)

2 comentários:

pinguim disse...

Pela tua descrição, acredito bem que sim; aliás gosto muito da cantora.
Abraço.

Filipe disse...

ehhh lá temos crítico de musical! Desconhecia essa tua faceta eheheh! Muito bem muito bem :) Abraço

 

moon phases
Site Meter